Dicas de como trabalhar em casa – Parte 1

Iniciei neste mês de Fevereiro um novo desafio. Desafio este que já assumi em várias outras oportunidades em outras empresas. O Desafio é: Trabalhar em casa ou Home Office como alguns gostam de chamar.

Home Office

Muitos pensam que trabalhar em casa é moleza, é coisa simples, muito legal. Sim, é legal sim.

Mas nem todos sabem da amplitude que é trabalhar em casa, as dificuldades que enfrentamos. E acreditem, acabamos trabalhando o dobro que se estivesse em uma empresa “normal”, se não tomarmos alguns cuidados.

Alguns já assumem que não conseguem ou não conseguiriam trabalhar em casa, manter a concentração, manter o foco. Outros acham que conseguem e acabam se dando mau, já uma outra metade consegue e tem alto nível de produtividade. Eu faço parte desta metade que consegue.

Nesta seqüência de posts vou tentar passar um pouco da experiência que tive e que estou tendo, para ajudar a quem quer entrar nesse estilo de trabalho, ou pode servir de “aviso” para quem está pensando em entrar.

Motivações

Recebi uma proposta bem interessante e ao mesmo tempo arriscada da empresa onde trabalho, a IVIA. Bem acho que não tem problemas em citar o nome dela, já que não existe nada de errado aqui.

Então, a proposta foi que eu trabalhasse como parceira da empresa, que a empresa agora seria meu cliente, pois como todos sabem tenho uma empresa chamada Triadworks cujo sócio é um grande amigo e um excelente profissional Rafael Ponte.

Eu fiquei confesso, meio assustado com a proposta, afinal estamos falando da IVIA uma grande empresa de TI do mercado local e com projetos por todo o Brasil e exterior. Mas vi uma oportunidade para realizar meus objetivos profissionais e pessoais e resolvi aceitar.

Mas, alguns amigos/colegas me fizeram algumas perguntas.

Como vou conseguir trabalhar de casa ?
Isso não é uma roubada ?
Como eu vou fazer para trabalhar em casa, como é que se trabalha de casa  ?

Bem como falei já tive essas experiências antes em algumas empresas que passei, mas claro, não como essa, pois essa que estou vivendo é um pouco diferente, não é apenas o Handerson trabalhando de casa, é a empresa Triadworks funcionando na minha casa[Ok, não deveria dizer que a empresa funciona na minha casa, mas isso é temporário 😉 ].

Os desafios que encontrei no decorrer dessas experiências e estou passando por novos agora serão os assuntos que quero passar neste post, não só na minha experiência de hoje, mas para tentar responder ou ajudar alguns profissionais que pensam em fazer o mesmo.

Entendendo os motivos de trabalhar em casa

O que leva um profissional a ter boa produtividade em casa ? Mesmo a empresa proporcionando uma excelente estrutura ?

Bem eu vejo dessa forma.

O que um geek precisa para se sentir bem ? Para se sentir inspirado a trabalhar ? E conseqüentemente ficar produtivo.

Vejamos alguns itens para ter um geek funcionando com boa produtividade.

Uma boa máquina de café, uma coca-cola bem gelada, outros geeks* ao seu redor, um ótimo projeto[ok esse pode ser opcional 😀 ], uma estrutura confortável[seja cadeira, mesa, iluminação], um ambiente bacana, sem políticas de bloqueio[putz bloquear é algo sem comentários] e claro um excelente PC.

“Isso é baseado nas minhas motivações e nas motivações de outros profissionais que conheço.”

Bem se um profissional possui isso porque ele teria mais ou a mesma produtividade em casa ? E principalmente porque ele iria querer trabalhar em casa ?

Pelo simples fato de que esse ambiente em geral é normalmente a casa dele.

Na minha casa sempre tem coca gelada, café, o ambiente é muito confortável[claro é minha casa] e meu PC muitas vezes[ok 100% delas] é 10x superior as máquinas dos clientes da empresa onde trabalho/trabalhei e principalmente, a liberdade.

Liberdade de fazer seus horários, de criar uma forma de trabalho que você se sinta bem o suficiente para realizar seu trabalho com prazer e conseqüentemente fazê-lo com qualidade e rapidez.

Mas nem tudo é maravilha, temos problemas…vejamos agora alguns desses problemas e obstáculos.

Sem contato físico com outros geeks

Não tenho contato físico[no bom sentindo eim 😀 ] com outros geeks, apenas por gtalk, MSN etc.

Isso é ruim porque não podemos trocar conhecimento, não podemos discutir soluções[pelo gtalk não é a mesmo coisa].

Essa seria uma das dificuldades que um profissional poderá encontrar ao trabalhar em casa, pois não terá muito contato com o mundo lá fora. Será um trabalho solitário.

Claro temos vários meios de comunicação mas nenhum consegue substituir o velho cafezinho na copa da empresa.

Então não esqueça de continuar de alguma forma tendo esse contato, seja indo visitar a empresa, indo para almoços marcados por outros colegas, eventos como os do Jugs da sua cidade/estado etc. O importante é não “sumir”.

Ter liberdade não quer dizer que você não tenha disciplina

Ao trabalhar em casa você se sente mais livre para fazer o que você quiser, para trabalhar da sua forma, mas isso pode ser prejudicial, isso pode acabar virando-se contra você, caso você abuse dessa liberdade.

Você tem liberdade sim, mas isso não quer dizer que você não vai ter DISCIPLINA.

Defina um horário de trabalho, não importa se é de 11:00 da manhã as 3:00 da manhã, o que importa é que você veja e entenda que você está trabalhando, não está de férias, não esta em casa brincando.

Defina horários, metas e cumpra-os. Não gosta de acordar cedo ? Ótimo, trabalhe à tarde, mas não deixe de cumprir suas metas/projetos.

Disciplina é algo que você precisará ter e saber usar, pois sem disciplina você pode se dar muito mal ao trabalhar em casa.

Essa é a palavra chave para se ter sucesso no trabalho em casa: DISCIPLINA.

Criando horários

O que muita gente geralmente confunde quando vai trabalhar em casa, é que acha que pode trabalhar a qualquer hora, e até pode, mas isso pode ser prejudicial caso não seja bem administrado, sem falar que ainda pode fazer mal a saúde.

Lembre-se também que algumas vezes o cliente não vai querer esperar até você acordar[para aqueles que trocam o dia pela noite por exemplo 😉 ], então esteja preparado para atendê-lo.

Mas o ideal é que você deixe bem claro para o cliente sobre os seus horários, ou melhor, sobre os prazos de entrega, para evitar aborrecimento do cliente e seu, comunicação é muito importante.

Então em alguns casos você terá que acordar mais cedo e isso você deve ter consciência, principalmente para quem troca o dia pela noite.

Você deve tomar cuidado, pois infelizmente para nós que gostamos de trabalhar a noite, o mundo funciona durante o dia.

Família interferindo

Quando você está trabalhando em casa e a sua mulher, filhos, mãe etc começam a pensar que você está de férias/desempregado e você no começo pela flexibilidade que é lhe dado,acaba abusando deste tempo e as vezes passando mais tempo do que o necessário com os familiares e amigos.

Tente explicar nem que seja por violência[brincadeira 😛 ] para a sua família e amigos que você está em casa mas está TRABALHANDO.

As vezes não adianta fazê-los entender como você funciona, como você trabalha, afinal você é um geek e geeks tem suas manias[e algumas estranhas como as de um amigo rsrsr] e eles não precisam entender, eles precisam RESPEITAR.

Quando estou sem inspiração recorro ao MSN, Youtube, emails variados, filmes e outros meios para poder encontrar inspiração e retomar o trabalho, e acredite funciona, mas quem não é da área ou principalmente quem não é geek, geralmente não entende e provavelmente NUNCA vai entender, então faça-os RESPEITAR.

E principalmente, seja consciente do que você está fazendo, pois você poderá escutar comentários: “- Não vejo você trabalhar, só vejo você assistindo vídeos e vendo email, ou acessando orkut”, e essa é a melhor  “- Você não está fazendo nada, passa o dia no PC”, esse eu ouvi algumas vezes ¬¬.

Se você não tem um escritório com chave, prepare-se para ouvir essas coisas.
Você tem que ser o primeiro a entender e demonstrar seriedade na sua nova forma de trabalhar.

Lembre-se, a maioria das pessoas são acostumadas com empregos que você precisa ir no local da empresa e não ficar em casa e seus pais/amigos não são diferentes.

Lembro que na primeira vez que trabalhei em casa em meados de 2004 passei exatamente por isso, meus pais não entendiam como uma empresa poderia deixar eu ficar em casa trabalhando e ainda me pagavam por isso :D.

O mais importante para que você tenha uma boa convivência e tenha paz para trabalhar, é fazê-los respeitarem o seu trabalho, fazê-los entender que você está em casa mas está trabalhando, que no certo período[definido por você] você estará trabalhando e não poderá ser atrapalhado, não poderá resolver problemas com o cachorro da vizinha, receber um amigo para bater papo, conversar com a sua mãe sobre a vida, você estará trabalhando.

Uma dica é fazer  para a pessoa que está interferindo uma pergunta simples: “- Se eu não estivesse em casa, você estaria aqui, eu estaria conversando com você ?”.

Realmente você terá que ser firme, se não, poderá misturar trabalho com a sua casa/família/amigos e você será com certeza prejudicado.

Considerações finais

Bem o post está bem grande, então vamos ter mais uma ou duas partes sobre esse assunto, por enquanto ficamos aqui.

Espero que todos tenham gostado e quem sabe ajude alguém .

Até os próximos sobre esse assunto.
Abraços

Marcado com: , , ,

18 Comments on “Dicas de como trabalhar em casa – Parte 1

  1. Complexo viu, eu acho que conseguiria, mas lidar com o ruído externo seria de fato um tanto complexo…

  2. Cara, ótimo post. Assunto extenso e como eu disse no twitter: resulta ainda em muitas histórias engraçadas e outras não tanto… 😉

  3. @Paulo Jr.
    É deixar o ambiente interessante para se trabalhar em casa é complicado mesmo. Ainda mais se você mora com uma família grande.

    @Toy
    Obrigado cara, ainda tem mais um post que vou publicar até o final da semana. Conte ai uma dessas histórias ou todas se quiser 😉 seria de grande ajuda também.

    Abraços

  4. Bom, já tive algumas experiências com trabalhos onlines. Mas o que deu para notar é que existências novas formas de trabalhar mas não “novos chefes”: Certa vez trabalhei em uma que exigia a permanência do funcionário online em um determinado tipo de chat em conferência – na verdade já aconteceu com mais de uma empresa a qual trabalhei – e nessa empresa aqui no Brasil mesmo, o funcionário que não avisasse que fosse por exemplo ao banheiro era motivo de confusão.

    Era aquele horário de tal hora a tal hora…e você deveria estar online! Foi então que um colega de trabalho comeu alguma cousa estragada e colocou a velha tag: Fulando(banheiro)…e se passou 10 minutos e ele não voltava(obviamente)…quando ele retorna e em pvt me diz que o chefe mandou um sms perguntando por que ele estava demorando..aeheahehaeh

    Não sei exatamente com definir “home office” se para isso podemos flexibilizar nosso horário, essa em especifica não deixava o funcionário para muito longe do teclado…quando vamos conseguir fazer um update no modelo de chefe também?

  5. @Toy
    Huahuahau que bizarro. Cara ai no caso nem vejo como Home Office, pois apesar de está em casa, vc tinha que cumprir horário da empresa que você estava prestando serviço. Ao meu ver você apenas não estava no escritório para a empresa diminuir gastos com energia etc. Mas você estava cumprindo o horário da empresa e não o seu. E uma das grandes vantagens de trabalhar em casa é exatamente essa flexibilidade(com responsabilidade é claro) que você tem.

    Embora, alguns clientes podem pedir para que você fique online no caso, por determinado período, e não cumprir o horário dele, assim não vejo flexibilidade nenhuma, já que você não pode ter essa liberdade.

    Mas bacana essa história, espero não pegar nenhum cliente assim rsrsr.

    Abraços

  6. Cada um tem que procurar a forma que gosta e se sente bem, como eu não gosto de Home Office eu não curtiria essa forma.
    Trabalho para mim é sobretudo contato humano, tem que ter parceiros e o que sinto falta é de Pair Programming como algo institucional hoje…

  7. @Milfont
    Exatamente cara, a única desvantagem que vejo em trabalhar em casa é exatamente essa, a falta de contato humano, mas penso que isso é algo temporário.
    Com o tempo e se tudo for caminhando bem, e claro com um escritório mais amplo, você acaba contratando ou trabalhando com seu sócio etc, no mesmo ambiente. Acho que esse modelo de trabalhar em casa para alguns(como eu) é temporário, em breve cada um quer abrir(um escritório/empresa) para suportar mais profissionais, é assim que as empresas(maioria ?) nascem.
    É só questão de paciência para ir montando esse ambiente.
    Mas fora essa desvantagem é bem mais cômodo trabalhar em casa(claro tendo um ambiente adequado) do que trabalhar em escritório de algumas empresas, cheio de bloqueios e máquinas ruins.

    Normalmente ao meu ver quem não gosta de trabalhar em casa as vezes demonstra a falta de interesse em ter seu próprio negócio, não sei se esse é seu caso, mas na minha opinião é que a maioria quem não tem interesse mesmo em trabalhar em casa não tem vontade de trabalhar para “si”.

    É isso que penso, eu tenho vontade de ter minha empresa e andar com minhas próprias pernas, por isso não vejo problema em trabalhar em casa.

    Imagine que se você abrir a sua empresa, no começo pelo menos será somente você ou você e seus sócio(s), então ficará “sozinho” do mesmo jeito.

    Abraços

  8. Aee Handerson!

    Cara, muito bom esse post ai ein ?? Legal pra caramba!!
    Estamos aguardando as próximas etapas do seu post, valeu!!

  9. Excelente post Handerson, muito bom mesmo.

    Eu concordo com praticamente todos os teus pontos de vista citados no post. Contudo este aqui realmente não faz muito sentido para mim [trecho de um dos teus comentários]:

    “Normalmente ao meu ver quem não gosta de trabalhar em casa as vezes demonstra a falta de interesse em ter seu próprio negócio, não sei se esse é seu caso, mas na minha opinião é que a maioria quem não tem interesse mesmo em trabalhar em casa não tem vontade de trabalhar para “si”.”

    Acredito que há vários motivos para alguém não querer trabalhar home-office, alguns já citados por você. No mais, vou levar em consideração este teu comentário como experiência própria tua, isto é, sua vivência.

    Fora isso, o post ficou muito bom mesmo. Mas assim como o Milfont eu não gosto de trabalhar home-office. E o principal fator disso é que eu realmente gosto (e sinto falta) de me relacionar com outros desenvolvedores, trocar conhecimentos, e experiências e discutir sobre várias coisas.

    Por mais que tenhamos isso através de meios de comunicação como e-mails, chat’s, vídeo-conferências etc, ainda assim é *muito* diferente da comunicação frente-a-frente [também aconselhada entre o cliente, desenvolvedor e a equipe por metodologias agéis].

    Enfim, o post foi muito educativo e bem escrito. Parabéns e espero pelo próximo.

    Abraços.

  10. Ah! Só para constar, eu já trabalhei durante um bom tempo em casa. Trabalhar assim possui suas vantagens, mas para mim houve mais desvantagens que vantagens devido a situação [super-lotação] na minha residência, rs.

    Muitos dos problemas que tive o seu post abordou, e até sugeriu excelentes soluções que na época não pude recorrer, e acredito que ainda hoje não posso. Por isso, ainda prefiro trabalhar lado-a-lado com uma equipe de desenvolvedores em algum escritório e bater aquele velho papo durante o “coffee” na copa.

    Ah! E quando você vai postar algumas fotos do teu ambiente de trabalho pro pessoal dar uma sacada? Dois monitores, um Dellzão, coca-cola bem gelada do lado.. não é para qualquer um. rs.

    Abraços.

  11. @Rafael Ponte
    “Fora isso, o post ficou muito bom mesmo. Mas assim como o Milfont eu não gosto de trabalhar home-office. E o principal fator disso é que eu realmente gosto (e sinto falta) de me relacionar com outros desenvolvedores, trocar conhecimentos, e experiências e discutir sobre várias coisas.”

    Exatamente cara, pra mim esse sempre foi o principal problema mesmo em trabalhar em casa. Mas com falei ao milfont, com o tempo a sua empresa vai crescendo e isso será temporário.

    Sobre o comentário que fiz, é isso mesmo. Existem vários motivos para que o cara não queira trabalhar em casa, não se sentir a vontade, nao ter disciplina, não querer ter uma empresa dele, não ter espírito empresarial, não gostar de ficar sozinho(esse é seu caso 😉 ) dentre outros. Realmente inicialmente o trabalho é solitário, mesmo tendo vários meios de comunicação. Mas é algo que inicialmente você deve passar e ver como um obstáculo temporário e que em breve isso irá mudando.

    Agora a nível de cliente isso não se aplica, ao meu ver. Pois você poderá manter o contato presencial sim com o cliente. Normalmente quem trabalha em casa, trabalha “sozinho”, trabalha pra si ou para uma empresa, então da equipe ele fica longe sim, agora do cliente é mais complicado ele manter essa distância, essa semana mesmo fui 3 vezes para um cliente.

    “Ah! E quando você vai postar algumas fotos do teu ambiente de trabalho pro pessoal dar uma sacada? Dois monitores, um Dellzão, coca-cola bem gelada do lado.. não é para qualquer um. rs.”

    huahauha neste post: http://www.handersonfrota.com.br/dicas-de-como-trabalhar-em-casa-parte-2/ tem o que você pediu, só não coloquei a coca na foto…por causa da minha pedrinha 😀 rsrsrsr

    Abraços cara e vlw

  12. Cara estou afim de entrar nesse negócio de trabalho em casapara aumentar minha renda,tenho pesquisado varias empresas meu computador nao é muito bom mais é o que eu posso ter por enquanto,bom a net vou ter que mudar mesmo pois é um mini modem 600 kbps é muito fraca eu sei…gostaria de agradecer o seu post muito interessante…espero que possa me ajudar mais

  13. rsrs não foi bem esse contato humano que me referi, e sim o contato com outros desenvolvedores/analistas etc, para discutir sobre a funcionalidade, outras alternativas, ideias etc.

    Mas vlw pelo comentário 😉

    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*